On the road

the only people for me are the mad ones, the ones who are mad to live, mad to talk, mad to be saved, desirous of everything at the same time, the ones who never yawn or say a commonplace thing, but burn, burn, burn like fabulous yellow roman candles exploding like spiders across the stars.

Normalmente fico decepcionada quando vejo as minhas obras favoritas transformadas em filme. Acontece que as grandes telas não conseguem captar toda a profundidade e beleza de uma prosa bem escrita. Até hoje a única excepção foi Atonement. Adorei o filme!

Mas tenho grandes expectativas para este On the Road. Quero muito ver e espero que esteja a altura do grande Jack Kerouac.

Veremos, veremos…

xo,

Matita

Advertisements

One thought on “On the road

Comments are closed.